Hoje passamos, aqui na ChurchCOM, pelo assunto da pauta e do momento. Se você achou que seria sobre o Carnaval, sinto muito, mas não é. O assunto já anda bem debatido por aí 😱. Já falamos sobre polarização no último post e o recado está dado, pois ela não contribui em nada com a missão de Jesus. 🤔

O assunto do momento é o Coronavírus, que parece que chegou ao Brasil e pode nos colocar em situação de alerta, se é que você ainda não está. Temos um caso confirmado e 20 em observação de pessoas vindas de viagens pela Europa, principalmente da Itália ( 🙏 aproveite e gaste um tempo orando por essa galera da Ásia, Europa e África).

Mas o que nos veio a cabeça e, claro que nosso assunto é comunicação, é como (e se) as nossas igrejas estão preparadas para entrarem em quarentena, isolamento e ausência de trabalhos públicos por um tempo.

Como sua igreja atuará no cuidado de pessoas necessitadas? Como sua igreja prestará assistência de pastoreio remoto? Como sua igreja oferecerá conteúdos a distância? Como as ações sociais e educacionais a partir de sua comunidade não serão interrompidas? Quais conteúdos educativos para este momento de crise podemos oferecer a população?

Eis aí uma boa oportunidade para entendermos como se comportam nossas igrejas e suas missões no campo online. Confesso que também estamos pensando sobre o assunto por aqui, tomando como ponto de partida que as soluções comuns que temos hoje talvez não sejam suficientes para emular todas as entregas de uma comunidade no ambiente virtual, sem contato entre pessoas.

Nos parece que só cultos por streaming não dão conta do estímulo a fé de uma comunidade que pode passar por tempos de aflição (como já estamos vendo na China, por exemplo).

Eis aqui um convite para pensarmos juntos, como comunicadores do Reino, soluções legais para que todas as igrejas possam desfrutar, sem barreiras, bandeiras e doutrinas.

Criado originalmente por @eurodrigomotta e @churchcombr

Leave a Reply